Gol de argentino garante o Peixe nas oitavas

Gol de argentino aos 43 minutos garante o Peixe nas oitavas

Agência/AP

Heróico, Alvinegro vira o jogo na etapa final e segue na briga pelo tri da Libertadores. Trípodi (foto) marca no finzinho e garante a vitória

Mais uma vez, o refrão da torcida santista se materializou na Vila Belmiro. “O Santos é o time da virada, o Santos é o time do amor!”. Com uma virada heróica sobre o Cúcuta, nesta quarta-feira à noite, o Peixe está classificado para as oitavas-de-final da Taça Libertadores. Com os 2 a 1, o Peixe vai a 10 pontos e termina na segunda colocação do Grupo 6 (assista aos melhores momentos ao lado). O Cúcuta, com 11, passa em primeiro lugar. O gol da virada, já aos 43 do segundo tempo, foi marcado pelo argentino Trípodi, candidato a herói alvinegro.

Cúcuta: um chute, um gol

No início do jogo, o Santos teve amplo domínio da posse de bola, trocava passes, buscava o ataque, chutava a gol. Mas quem abriu o placar foi o Cúcuta. Isso mesmo. O time colombiano, com duas linhas de quatro marcando implacavelmente e a dupla Torres e Vargas puxando os contra-ataques, chutou uma única bola no gol de Fábio Costa no primeiro tempo. E que chute. Aos 22, Vargas sofreu falta na meia direita. Henry cobrou com perfeição e acertou o ângulo direito.

Atrás no placar, o Peixe foi para o abafa. No entanto, com Betão improvisado na lateral direita e Kléber insistindo muito em cruzamentos da intermediária, o time ficou preso à multidão de jogadores colombianos posicionados à frente da área. Assim, restou ao time de Leão arriscar chutes de fora da área. Mas nenhum teve endereço certo.

Para dar uma mostra do modo como o jogo foi disputado e truncado no primeiro tempo, basta dizer que nenhum dos goleiros fez defesas. A única bola que foi no gol de Fábio Costa entrou, e o Santos, apesar do domínio, não acertou o alvo. Os chutes de Wesley, de direita, aos 28, e de Kléber Pereira, de esquerda, aos 37, foram para fora.

Argentino garante a virada

Agência

Trípodi comemora vitória do Santos

O segundo tempo começou igual. Nem uma parada de dois minutos por causa da fumaça dos sinalizadores da torcida santista esfriou o Peixe. O time voltou apertando, apertando mas sem conseguir ameaçar o goleiro Castellanos. O time colombiano, marcando muito bem, neutralizava todas as jogadas do Santos, que continuava insistindo demais nas tabelas pelo meio.

Quando tentou pelas pontas, o Santos chegou ao empate. Wesley fez jogada individual pela esquerda e cruzou para trás. Kléber Pereira recebeu, virou e chutou forte. A bola bateu no travessão e morreu na rede. Explosão na Vila Belmiro. Eram 23 minutos, e o time tinha menos de meia hora para virar.

Aos 27, Domingos e Henry se envolveram em confusão e levaram o vermelho. O técnico Emerson Leão, inconformado com a expulsão do seu zagueiro, xingou o juiz e também foi convidado a se retirar do campo.

Em Oruro, o San José era goleado pelo Chivas-MEX, que ia ficando com a segunda vaga do Grupo 6. Com isso, o jogo tornou-se extremamente tenso. O Peixe se mandava para o ataque e dava muitos espaços para o time colombiano, que quase ampliou aos 34, quando Urbano entrou na área, foi desarmado, e na sobra Torres mandou por cobertura. A bola passou raspando o travessão.

Aos 43, veio a tão sofrida virada. Kléber Pereira tentou encobrir o goleiro, e a bola pegou no travessão. Na volta, Trípodi pegou de virada e estufou a rede, para alívio da torcida.

Ufa, agora é pensar nas oitavas!


A FICHA DO JOGO

Gols: Henry, aos 22 minutos do primeiro tempo; Kléber Pereira, aos 23. Trípodi, aos 43 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Marcinho Guerreiro, Kléber (Santos)
Cartões vermelhos: Domingos (Santos) Henry (Cúcuta)
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)
Auxiliares: Wálter Rial (Uruguai) e Álvaro Díaz (Uruguai)
Data: 16/4/2008
Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 9.386 pagantes
Renda: R$ 147.629,00

SANTOS 2 x 1 CÚCUTA-COL
Fábio Costa
Betão
Fabão
Domingos
Kléber
Marcinho Guerreiro
Rodrigo Souto
R. Tabata (Trípodi)
Molina
Wesley
Kléber Pereira
T: Emerson Leão
Castellanos
Breiner García
Cordoba
Pedro Portocarrero
González
Charles Castro
Rivas (James Castro)
Henry
Zapata
Macnelly Torres
L. Vargas (Urbano)
T.: Pedro Sarmiento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: